A partir desta sexta-feira, dia 11 de março, o Museu do Imigrante promove a exposição “Imagem e Moda: uma viagem no tempo”, com réplicas de trajes femininos da virada do século XIX para o XX. Ela é resultado de um projeto elaborado pelo Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), Campus de Gaspar.

A exposição segue até o dia 08 de maio, na Galeria Max Hartmann, que fica anexa ao museu.

Saiba mais sobre o projeto:

Tudo iniciou em 2014, quando uma aluna do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) de Gaspar visitou o museu e levou uma demanda apresentada pelo atendente do Museu até a coordenação da instituição que estudava.

O Museu do Imigrante de Timbó é um “museu casa” que se propõe a reproduzir uma moradia típica do Vale do Itajaí entre o final do século XIX e início do XX. Com um acervo composto por móveis, utensílios, fotos, documentos e roupas, a proposta é de que os visitantes possam se sentir a casa numa casa do período. Roupas de época poderiam enriquecer ainda mais a experiência do visitante, mas como é um tipo escasso e delicado de acervo, o museu sempre teve interesse no uso de réplicas, expostas em manequins, que pudessem compor a ambientação.

Foi assim que em 2015, um grupo de professoras e estudantes do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) de Gaspar estiveram no Museu do Imigrante de Timbó para iniciar o projeto “Reconstrução do vestuário dos imigrantes na região da Grande Blumenau para o acervo do Museu do Imigrante em Timbó”.

Para elaboração dos trajes foi necessário um estudo a partir de fotografias das vestimentas utilizadas por mulheres da Grande Blumenau na virada do século XX, a partir de visitas a arquivos e museus da região. O trabalho foi coordenado pela professora Dra. Káritha Bernardo de Macedo, com colaboração da professora Ma. Carolina Anderson Carioni Amorim e da técnica do laboratório de costura Adelisa Wachholz Otto. Também colaboraram com o projeto as alunas bolsistas Lídia Helena Back Lourenço, Júlia Êmili da Silva, Juliane Salete Magro e Maria Eduarda de Souza e Silva.

O projeto foi apresentado e beneficiado com os recursos para sua execução. Inicialmente as peças permaneceram na instituição de origem para estudos e depois no próprio museu. Agora, após alguns anos, elas finalmente irão estrear no Museu do Imigrante, através da exposição “Imagem e Moda: uma viagem no tempo”.

Visitação

O Museu do Imigrante está aberto para visitação de terça-feira a domingo e feriados, das 8h30 às 11h30 e de 13h30 às 17h30.

A entrada tem o valor de R$ 2, para estudantes é metade e idosos e crianças com menos de seis anos têm entrada gratuita.

Está localizado na Avenida Getúlio Vargas, nº 211, no Centro de Timbó.

 

Assessora: Raquel Piske/Ascom PMT

Arte: Ascom PMT

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here