A Alimentação Escolar no município de Timbó segue um cardápio rico em nutrientes, elaborado com todo cuidado, de acordo com as necessidades de cada instituição escolar. Há também a preocupação com os alunos que possuem intolerância ao glúten e a lactose.

Dos 4.849 alunos da rede municipal de ensino de Timbó, cerca de 1% possui algum tipo de intolerância. Segundo a nutricionista da Secretaria Municipal de Educação (SEMED), Leocádia Raquel Tamanini Bogo, essa porcentagem pode ser maior. “Nem sempre essas intolerâncias são detectadas pelos pais ou mesmo pelas crianças. E acabam aparecendo somente depois, na vida adulta”.    

Leocádia destaca que o cardápio da Alimentação Escolar na rede municipal de ensino segue todas as determinações do Ministério da Educação. “Incluímos nesse cardápio diário os nutrientes necessários, de forma balanceada, para os alunos dos Núcleos de Educação Infantil (NEIs), Unidades Pré-Escolares (UPEs) e Escolas do Ensino Fundamental”.

A assessora do Departamento de Ensino da SEMED, Claracy Maria Ferrari Butzke, que também é responsável pela logística de distribuição dos produtos adquiridos para o cardápio escolar, disse que a maioria dos alimentos são entregues com uma frequência alta, tudo para garantir que eles estejam sempre frescos. “As carnes e verduras, por exemplo, seguem uma agenda de entrega semanal, bem como as frutas que também são entregues semanalmente, garantindo assim que a gente tenha sempre produtos fresquinhos”.

Ainda de acordo com Claracy, o cuidado que o município de Timbó tem com a Alimentação Escolar influencia diretamente no desenvolvimento das crianças. “Garantindo uma alimentação de alta qualidade, com um cardápio variado, bem elaborado, com produtos de boa procedência, conseguimos promover a saúde cognitiva e física de nossos alunos, gerando mais disposição e rendimento nas suas atividades diárias”.

Para o secretário de Educação do município, Alfroh Postai, a Alimentação Escolar é sem dúvida a base de um aprendizado melhor. “Nossa determinação é para que o cardápio escolar tenha uma atenção especial. Temos consciência de que muitos alunos tem na alimentação escolar a principal refeição do dia”, frisou.

 

O cardápio

O município de Timbó tem um cuidado grande com os produtos que adquire. Claracy explica que muitos alimentos são adquiridos da agricultura familiar, o que também coopera com o setor rural local. “Sabemos que esses alimentos recebem um tratamento especial de cultivo e produção, como o Leite Integral Pasteurizado, a banana branca, a banana caturra, filé de tilápia, laranja tipo champanhe (sazonal), as cenouras, maçãs fuji, a vagem, o pepino japonês, o brócolis ramoso e o suco de maracujá.

Claracy destaca ainda que são adquiridos mais de 30 alimentos pouco perecíveis entre grãos, açúcares e condimentos. Entre os mais perecíveis estão as carnes: carne bovina moída, carne de panela, coxa/sobrecoxa e peito de frango, sopa de pescado de tilápia, ovos e pernil suíno.

A nutricionista Leocádia lembra ainda que o cardápio escolar de Timbó segue uma variação grande, sempre primando pelas hortaliças e frutas da estação. “Muitos alimentos são distribuídos de acordo com a necessidade e o fator nutricional. A banana branca, por exemplo, é servida somente para os NEIs”. A Secretaria de Educação de Timbó ainda entrega para cumprimento dos cardápios: melancia, batata inglesa, repolho, abóbora seca, cebola e tomate.

No cardápio das escolas também estão incluídos os pães e doces, oferecidos sempre de forma balanceada: pão caseiro, pão francês, pão tipo cachorro-quente, pão de forma e bolos.

 

Assessoria de Comunicação

Foto: Sócrates Prado

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here