O Procon de Timbó trabalha desde segunda-feira (21) na pesquisa e acompanhamento dos preços divulgados pelos postos de combustíveis da cidade. A ação teve como objetivo evitar qualquer infração ao Código de Defesa do Consumidor, e até o momento um estabelecimento foi autuado. “Prevendo o que poderia acontecer devido à greve dos caminhoneiros, nós nos antecipamos e começamos a fiscalizar durante toda a semana os postos de combustíveis de Timbó”, explicou o coordenador de serviços do Procon Timbó, Osvaldo Roberto Brodwolf.

Brodwolf explica que a autuação teve como base o Art. 39, Inciso X do Código de Defesa do Consumidor, que estabelece como infração “elevar sem justa o preço de produtos ou serviços”. “Verificamos que o estabelecimento comercial autuado cobrava aproximadamente R$ 00,34 a mais por litro de combustível”, completou. De acordo com Brodwolf, a multa neste caso poderá chegar a R$ 10 mil. “A multa será aplicada pela relevância e pelo montante de valores cobrados da comunidade timboense”.

Comunidade deve ficar atenta

Neste momento de greve e ameaça de escassez de produtos de necessidade básica, os trabalhos do Procon se voltam também a outras áreas do comércio, como os produtos de gêneros alimentícios. “Nosso trabalho é em prol da coletividade. Não queremos que a comunidade saia lesada e pague a conta por empresários oportunistas”, defendeu o coordenador. Segundo Brodwolf, a orientação é para que a população fique atenta e, caso identifique qualquer irregularidade ou prática abusiva nos valores cobrados por comércios e serviços, acione o Procon de Timbó pelo telefone 3399-0574. O Procon atende de segunda a sexta-feira, das 09h às 16h, sem fechar para o almoço, anexo a Prefeitura de Timbó.

Assessoria de Comunicação

Foto: Divulgação

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here