A diferença em relação a Chapecó foi por apenas um palito na última passada. O título do Bolão 23 no naipe masculino ficou com os donos da casa. Pela primeira vez na história dos Jogos Abertos de Santa Catarina, Timbó conquista o troféu, o primeiro na história da competição.

A vitória diante de Chapecó foi por apenas um palito (1.394 a 1393). Assim que a partida encerrou os timboenses já comemoraram porque o jogador Teobaldo perdeu um pino na última passada. O terceiro colocado foi Rio do Sul, que nas semifinais perdeu por dois palitos de diferença para Chapecó.

A partida foi equilibrada desde o início com os dois municípios se alterando no marcador. Faltando quatro passadas o jogo permaneceu empatado, com a torcida de Timbó incentivando a equipe, na arquibancada improvisada. Quando o jogador Ingo terminou, a adrenalina subiu porque Teobaldo precisava errar um, o que acabou acontecendo.  É que caso o jogo terminasse empatado, o titulo ficaria com Chapecó, que ao longo da partida derrubou o maior número de noves.

Campeão no ano passado por Corupá, o bolonista Ingo que derrubou 177 palitos, um a menos do que Teobaldo, teve a responsabilidade de fechar a partida. Ele admitiu que sentiu um pouco de nervosismo, até porque dependia dele para Timbó ficar com a medalha. Foi o segundo título em sua carreira.

O prefeito Jorge Kruger e o presidente da Fundação Municipal de Esportes de Timbó Márcio Elísio acompanharam a partida. “É uma emoção grande. O Bolão 23 masculino está de parabéns”, disse Elísio. O prefeito de Timbó, que junto com o presidente da Fesporte, Rui Godinho, entregou o troféu também comemorou a vitória. “Toda equipe está de parabéns. Foi uma partida emocionante até o último arremesso”.

Classificação final Bolão 23 Masc

1º Timbó

2º Chapecó

3º Rio do Sul

4º Blumenau

5º Xanxerê

6º Corupá

 

Assessor: Sócrates Prado

Fotos: Sócrates Prado e by Pilo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here