A Prefeitura de Timbó notificou na tarde desta quinta-feira, 23, a empresa MINENGE – Minatto Engenharia e Construções Ltda, responsável pelas obras de canalização para a passagem de gás da estatal SC-Gás. Na notificação está explicito que não será admitida nenhuma paralisação parcial ou total da via sem a devida e prévia comunicação ao município, com tempo hábil para comunicar a comunidade, sob pena de verificada nova infração, proceder-se a revogação da autorização, e recolhimento de todo o maquinário utilizado na obra para liberação do tráfego, além da aplicação das sanções e responsabilizações cabíveis.

Segundo o secretário de Planejamento, Moacyr Cristofolini Júnior, a empresa foi notificada porque descumpriu um acordo prévio. “Já havia sido assinado um ofício para que a empresa paralisasse os serviços nos horários de pico, bem como se responsabilizasse pela sinalização e orientação do trânsito”, destacou.

Rodrigo Becker, diretor do departamento de Planejamento e Urbanismo da Prefeitura, reforça que a notificação proíbe as intervenções no fluxo regular dos veículos nos horários considerados de pico, assim compreendidos entre 12h às 13h e das 17h às 18h30min nos dias de semana e das 08h às 13h nos sábados. Ainda, toda e qualquer paralização total ou parcial de qualquer faixa de fluxo somente pode ocorrer nos sábados após as 13h até domingos às 22h, desde que comunicado com antecedência mínima de 64 horas, de modo a viabilizar a comunicação de toda a comunidade nos termos do art. 95 do Código de Trânsito Brasileiro.

O coordenador de projetos MINENGE, Roberto Noriler, explicou que todos os buracos abertos serão fechados inicialmente com lajotas sextavadas para, posteriormente, de uma vez só, pavimentar com asfalto esses locais. “Não podemos ir fechando aos poucos, é preciso ter um volume maior de trechos a pavimentar por causa da aquisição de carga fechada de asfalto”.

A implantação do gasoduto da SC-Gás também irá trazer desenvolvimento ao município de Timbó. De acordo com o engenheiro Fausto Yamauti, gerente geral da MINENGE, indústrias, comércios, condomínios e postos de combustíveis, por exemplo, poderão a partir de então estarem operando com o gás natural. Os serviços seguem agora descendo a General Osório, até o entroncamento com a Nereu Ramos, descendo até o Posto Alexandre na esquina com as Ruas Fritz Lorenz e Pomeranos. “Nosso projeto prevê ainda no máximo mais 60 dias de serviço, mas estamos trabalhando para reduzir este prazo”, assinalou.

 

Assessor: Sócrates Prado

Foto: Sócrates Prado

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here