Timbó registra 65 casos de violência contra idosos em 2018

50

Números do CREAS chamam a atenção da comunidade nas vésperas do Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, celebrado em 15 de junho.

Quem vê a senhora de sorriso doce sentada ao sol da manhã não imagina o que passou. Dona Antônia* tem 85 anos e é mais uma na lista de idosos vítimas de violência. De acordo com os dados divulgados pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), 37.454 denúncias de violações contra a pessoa idosa foram registradas em 2018 pelo Disque 100 (Disque Direitos Humanos). Somente em Timbó, no mesmo período foram registrados 65 casos, com base nos dados do CREAS – Centro de Referência Especializado de Assistência Social da Prefeitura de Timbó.

Dona Antônia carrega na alma o peso da violência e do desprezo. Com a voz trêmula pela idade, compartilha sua história. Em 2014, com a saúde debilitada e após o falecimento do marido, Antônia foi levada para viver com uma das duas filhas, que prometeu cuidar da mãe enquanto vivesse. A promessa, porém, não se cumpriu. Dona Antônia conta que os primeiros meses foram “às mil maravilhas”. Depois disso começaram os maus tratos. “Ela me batia, me cuspia no rosto”, conta a senhora, que foi mantida presa no quarto, sem acesso ao banheiro, chamada de louca.

As denúncias vieram à tona durante uma consulta médica. “Eu vou pra cadeia, mas pra minha casa tu não vais”, teria dito a filha. Dona Antônia foi trazida para Ancionato Elze Benz, em Timbó, apenas com algumas mudas de roupa, deixando para trás histórias e lembranças de toda uma vida. “Eu chorei direto por 15 dias”, relata, emocionada. Além das agressões físicas e psicológicas, Dona Antônia também teve todos os seus bens vendidos pelas filhas sem sua autorização, ficando dependente apenas da sua aposentaria e do benefício do seu esposo, utilizados integralmente para pagar as despesas de moradia e remédios.

De acordo com a assistente social da Prefeitura de Timbó, Deise Mendes, casos como o da Dona Antônia têm sido cada vez mais recorrentes. Somente no período entre janeiro e maio de 2019, o CREAS registrou 26 denúncias de violência contra pessoas idosas no município, entre elas violências físicas, psicológicas, verbais e negligências. “Estas denúncias chegam até nós de diversas formas, por meio de familiares, vizinhos, denúncias anônimas, relatos feitos nas Unidades de Saúde, delegacia e disque 100”, explica a assistente social.

Ao receber a denúncia, o CREAS faz o atendimento e investigação do caso, com orientação e acompanhamento da família. Deise explica, ainda, que a maioria das agressões são cometidas por parentes dos idosos. “Muitas pessoas esquecem que com o tempo nos tornamos pais de nossos pais, tendo que cuidar e zelar por eles como se fossem nossos filhos”, acrescenta.

O CREAS atende de segunda a sexta-feira, das 08h às 12h e das 13h às 17h, junto à Assistência Social, na Prefeitura de Timbó. O telefone para contato é o 3382-1953. As denúncias também podem ser feitas pelo Disque 100, 24h por dia.

*O nome foi alterado para preservar a identidade da vítima.

Assessoria de Comunicação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here