Atletas das três cidades que sediam a competição conduziram o fogo simbólico

E o sonho se tornou realidade. Com a cerimônia de abertura oficial na noite de sexta-feira, 01, o acendimento da pira da 59ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina emocionou o público presente no Pavilhão de Eventos Henry Paul e consagrou o início da competição estadual. A cidade anfitriã dos Jogos, Timbó, que sedia o evento junto a Indaial e Pomerode, proporcionou um espetáculo marcante destacando a inclusão, o respeito e a história regional. O esperado fogo simbólico foi conduzido pelos atletas Monica Bogo, de Indaial e Jocemar Kreitlow, de Pomerode, além dos timboenses José Alessandro Bernardo Bagio, Alessandra Picagevicz e Jéssica Sayonara Mayer, que disputaram Olimpíadas nas modalidades de marcha atlética e ginástica artística. O juramento dos atletas esteve a cargo da bolonista, Michelle Erdmann.

Ao contrário do convencional os atletas entraram por pontos diferentes do pavilhão, deram algumas voltas com as piras acesas e na sequência se dirigiram ao local da pira especial, que se abriu em forma de pétala, por um dispositivo inovador e automatizado, desenvolvido pela empresa Timboense Fersiltec Automação Industrial. Com o seu fechamento, ao som de música composta pelo presidente da FME de Timbó, Márcio Elísio, a pira foi acesa. “O slogan do Jasc, que nasceu de forma espontânea entre a equipe da FME, consagra-se hoje com a presença de todos os atletas, que tornam ele realidade. Sintam-se bem-vindos todos os atletas, dirigentes, auxiliares e parafraseando o nosso saudoso poeta timboense, Lindolf Bell, menor que meu sonho não posso ser”, assim Márcio Elísio saudou a todos durante a cerimônia.

Elísio também lembrou que o cerimonial foi todo produzido com elementos caseiros dos três municípios. “Quero também agradecer a participação do Grupo Folclórico de Pomerode, Pommersche Volkstanzgruppe, a equipe de Ginástica Rítmica da Fundação Municipal de Esportes de Timbó, o Grupo Vocal Syahamba, a Banda Kauana e os Bombeiros Voluntários de Indaial”.

O presidente da Fesporte, Ruy Godinho, trouxe em sua fala o reconhecimento à história dos que vieram antes e consagram os Jasc até os dias de hoje. “Gostaria de pedir atenção às pessoas que passaram antes da gente por aqui, e desejar muito empenho para que todos vocês também possam fazer parte da história dos Jogos Abertos”.

O prefeito de Timbó, Jorge Augusto Krüger, destacou a importância da união entre os municípios para tornar realidade o sonho de trazer os Jasc novamente ao Vale do Itajaí, por meio dessa tríade, que já se repetiu em 2004 e em 2008 não pode se concretizar em função das tragédias climáticas que atingiram Santa Catarina naquela ocasião. “Estar aqui hoje demonstra superação, demonstra que unidos e, não divididos, somos capazes de superar qualquer adversidade. Demonstra que temos compromisso com o esporte e a consciência de que ele é um mecanismo de transformação social, que traz a mudança para a vida das pessoas de forma saudável, inclusiva, respeitosa, da maneira como queremos construir nossa cidade, nosso estado e nosso país, com justiça, ética e valores”.

Representando o Governador do Estado, Carlos Moisés da Silva, o chefe da Casa Civil do Estado, Douglas Borba, foi responsável por encerrar a noite declarando abertos os Jasc.

Durante todo o sábado as competições seguiram nas três cidades e toda a programação, quadro de medalhas e principais atualizações podem ser conferidas pelo endereço https://bit.ly/2qe5NZL

Assessoria de Comunicação/Orlando Pereira

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here